Crítica: ''Cair das Trevas'' de Cate Tiernan

  • Se você ainda não leu a crítica de Amada Imortal, primeiro livro da trilogia, clique aqui.



Sinopse: Depois de 450 anos, esperava-se que Nastasya já tirasse de letra essa história de imortalidade. No último outono ela buscou refúgio em River's Edge, uma espécie de retiro espiritual onde ela e outros imortais tentam estabelecer a paz com seu passado tortuoso. Porém, em vez disso, tudo o que Nastasya descobriu - além de que detesta acordar cedo numa cama dura para catar ovos de galinhas furiosas - é que ela não está segura em lugar nenhum. Nem mesmo ao lado do cara/viking/deus grego mais gato do mundo, Reyn, que ela ainda não descobriu se é sua ruína ou sua última chance de ter um amor.

Nastasya conseguiu se manter bem até o Ano-Novo, mas parece que agora, depois que fez um pedido um tanto ambicioso na hora da virada, tudo está indo por água abaixo. Nada que faz dá certo, tragédias acontecem quando ela está por perto, tudo parece não ter propósito, e, pior, ela nem sabe por que continua sequer tentando! Como sempre soube, sua família vem de uma grande linhagem de trevas, e Nastasya já está se convencendo de que não há escapatória. Como se não bastasse, os súbitos e totalmente enlouquecedores beijos de Reyn não estão ajudando...

Mas quando Nastasya não aguenta mais a pressão e resolve fugir de tudo para seguir o próprio rumo, ela se vê numa situação ainda mais sombria, perigosa e destruidora do que jamais pôde imaginar. River's Edge nuca pareceu tão longe, ou tão agradável...

Crítica: Ufa! Que sinopse enorme, haha. Então amores, tenho que começar dizendo que não gostei muito desse volume 2. Sei que ele é suuuper importante para a continuação da trilogia, mas também confesso que queria que só tivesse Amada Imortal (1º volume) e Inimigo Sombrio (3º volume).


Uma coisa que me incomodou bastante em Cair das Trevas foi o fato da autora explicar absolutamente tudo o que já está dito em Amada Imortal. Eu fiquei pensando: ''Poxa, se concentra no 'Cair das Trevas' e deixa Amada Imortal para lá, Cate. Você já disse tudo isso no primeiro livro, não precisa ficar explicando de novo o que nós, leitores, já sabemos. Se a pessoa já está lendo 'Cair das Trevas' significa que ela já leu Amada Imortal, mulher!''.

O que eu também não gostei foi o fato dela e o Reyn não terem praticamente nenhuma cena que fizesse com que eu me animasse toda e dissesse "Meu Deus como eu amo esses dois!" porque eles não tem mesmo! Nesse livro ela convive com ele durante 17 capítulos e não tem nenhuma cena "boa". Quando se encontram ou é para ELA xinga-lo ou é para terem um diálogo nada haver e sem graça.

O livro também é muito detalhado o que me dava sono a todo momento. Para que tudo isso de detalhes, Cate? Era tipo "Lavei meu cabelo e tive caspas blá blá blá...". Sério, que soninho desses detalhes.

Sinceramente, pessoal, eu achei que a Cate zoou muito esse livro e que ela poderia ter o escrito melhor porque, na minha opinião, ficou parecendo mais uma Fanfic escrita por uma menina que ainda não é profissional nessa coisa de ser autora. Se ele fosse apenas um livro, eu não recomendaria, mas, infelizmente, eu tenho que recomendar para vocês porque vocês precisam lê-lo para entender toda a história.

Bom, essa foi a minha crítica, a minha opinião. Agora eu quero saber a de vocês! Comenta aí embaixo se você já leu o livro e o que achou dele. Comenta se você se identificou com a minha crítica ou se não concordou. Opiniões são sempre bem-vindas aqui. Beijos <3

Um comentário:

  1. Aparenta ser um ótimo livro, gostei muito da resenha. Beijos
    Unhas-e-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita! Comentários construtivos são sempre bem-vindos!
Caso tenha um blog, deixe o link do mesmo junto de seu comentário para que possamos retribuir a visita! Ah, e sempre respondemos nossos leitores, clique em ''notifique-me'' caso tenha interesse em ler nossa resposta a seu comentário!

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo