Crítica: ''A Esperança'' de Suzanne Collins

CONTÉM SPOILER!




Sinopse: Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-lá, Katniss acreditava que não precisaria mais lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo. O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra?


Crítica: É difícil terminar de ler uma série, não é mesmo? Principalmente quando ela é boa e não queremos que a história acabe de jeito nenhum! E foi o que aconteceu com o último livro da trilogia de Jogos Vorazes: A Esperança acabou, mas não deveria ter acabado.

Jogos Vorazes foi um livro que me conquistou desde o começo. Acredito que foi pelo fato de abranger um tema que até então não era tão explorado em outros livros, como a distopia. Assim que terminei de lê-lo, não via a hora de começar a ler Em Chamas, o segundo livro da trilogia, e o que também mais me surpreendeu. 

Na minha opinião foi o melhor de todos, pois conseguiu me fazer sentir vários sentimentos diferentes no momento da leitura. Tinha hora que eu morria de raiva e depois sentia alívio... enfim, é inexplicável. Agora, com A Esperança, aconteceu algo diferente. Eu estava planejando um final em minha mente, queria que as coisas boas acontecessem com Katniss e estava torcendo pra ela ficar com um de seus pretendentes (Peeta/Gale), mas acho que sonhei demais.

É verdade. Não sei se foi porque eu li esse livro de ''picadinho'', só quando eu tinha um tempo pra leitura, mas não achei que ele foi tudo aquilo e acredito que o final poderia ter sido melhor, ainda mais depois de tudo que os protagonistas enfrentaram. Tudo bem que depois eu parei pra pensar e cheguei na seguinte conclusão: depois de ter vivido no meio de guerras e mais perdas do que ganhos, como Katniss poderia ter um final ''feliz''? Por mim, a Suzanne poderia escrever mais uns dois livros que eu leria tranquilamente, mas infelizmente ela optou por uma trilogia. Fazer o que... nem toda história é encerrada com chave de ouro. 

Embora tenha acontecido isso bem na reta final da trilogia, eu indico sim para quem ainda não leu e ainda considero como uma das minhas favoritas. Só pelos sentimentos despertados durante a leitura, ela toda vale a pena. :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita! Comentários construtivos são sempre bem-vindos!
Caso tenha um blog, deixe o link do mesmo junto de seu comentário para que possamos retribuir a visita! Ah, e sempre respondemos nossos leitores, clique em ''notifique-me'' caso tenha interesse em ler nossa resposta a seu comentário!

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo